Instalar PHPStorm no linux manualmente

O PHPStorm é uma IDE comercial, multi plataforma, para PHP construído na plataforma JetBrains’ IntelliJ IDEA. Neste post vamos instalar o mesmo manualmente em nossa distribuição Linux.

Primeiro passo, vamos remover qualquer vestígio do PHPStorm de nossa maquina, com os seguintes comandos:

 

$ sudo rm -Rf /opt/phpstorm*
$ sudo rm -Rf /usr/bin/phpstorm
$ sudo rm -Rf /usr/share/applications/phpstorm.desktop

Pronto agora podemos baixar-lo e instala-lo com os seguintes comandos:

$ wget https://download.jetbrains.com/webide/PhpStorm-2017.3.tar.gz \ 
-O phpstorm.tar.gz

Descompactando em pasta /opt/:

$ sudo tar vzxf phpstorm.tar.gz

Alterando o nome da pasta:

$ sudo mv /opt/PHPStorm*/  /opt/phpstorm

Criando Link simbólico para pasta /usr/bin:

$ sudo ln -sf /opt/phpstorm/bin/phpstorm.sh /usr/bin/phpstorm

Criar lançador para o programa:

$ echo -e '[Desktop Entry]\n Version=1.0\n Name=phpstorm\n \ 
Exec=/opt/phpstorm/bin/phpstorm.sh\n Icon=/opt/phpstorm/bin/phpstorm.png\n \
 Type=Application\n Categories=Application' \ 
| sudo tee /usr/share/applications/phpstorm.desktop

Concedendo permissão para executar o lançador:

$ sudo chmod +x /usr/share/applications/phpstorm.desktop

Pronto agora você já pode utilizar o programa (caso tenha a licença).

Compactando e Descompactando com tar no Linux

O comando tar é uma ferramenta utilizada para compactar e descompactar arquivos, diretórios, discos inteiros, etc. Ele consegue aguentar trabalho pesado, ou seja, compactar arquivos e volumes grandes com responsabilidade. Vamos ver neste post alguns comandos que podemos usar para criar arquivos compactados e descompactar arquivos de diversos formatos.

Primeiro vamos ver algumas opções importantes que o comando possui.

  • -c: (create) cria um novo arquivo tar;
  • -v: (verbose) detalha o procedimento que está acontecendo;
  • -f: define o nome do arquivo;
  • -j ou –bzip2: compacta/descompacta os arquivos usando o bzip2;
  • -J ou –xz: descompacta os arquivos .xz e .Izma;
  • -x: extrai o conteúdo do arquivo;
  • -z ou –gzip ou –gunzip: compacta/descompacta os arquivos usando o compress;
  • -C: diretório onde será descompactado o arquivo.

 

Compactando arquivo

No código abaixo vamos realizar a compactação .tar a parti do diretório arquivos/

$ tar -cvf arquivos.tar arquivos/

 

Descompactando Arquivo

No código abaixo vamos descompactar um arquivo .tar especificando o diretório que o mesmo irá ficar.

$ tar -xvf arquivos.tar -C /opt/

 

Configurando Rede no Debian

Para realizar a configuração de rede no Debian pelo terminal precisamos acessar o arquivo /etc/network/interfaces. Neste arquivo colocamos as informações de IP, Mascara, Gateway, entre outras.

Vamos emular a configuração da placa de rede eth0 com as seguintes características:

IP: 10.10.10.122
Máscara: 255.255.255.0
Gateway: 10.10.10.1
Network: 10.10.10.0
Broadcast: 10.10.10.255

Acesse o terminal com usuário root e utilize o seguinte comando:

Adicione estes linha no seu arquivo:

Salve (ctrl o) e saia (ctrl x) do arquivo. Pronto agora precisamos somente reiniciar a placa de rede com o comando:

 

Instalando Virtual Box no Debian 8

Virtualizador Virtual Box
Virtualizador Virtual Box

Neste post vamos instalar o Virtual Box no Debian 8 pelo repositório. Primeiro vamos adicionar um repositório separado para o virtual box.

Criando o repositório virtualbox.list:

# vim /etc/apt/sources.list.d/virtualbox.list

Adicione a seguinte linha:

deb http://download.virtualbox.org/virtualbox/debian wheezy contrib

Agora precisamos executar o comando para baixar a chave do repositório e instalar:

# wget -v http://download.virtualbox.org/virtualbox/debian/oracle_vbox.asc -O- | apt-key add -

Agora vamos atualizar:

# apt-get update

Agora vamos de fato instalar o Virtual Box, utilizando o seguinte comando:

# apt-get install virtualbox-4.3

Nesse post, foi escolhido a versão 4.3 como exemplo.

O próximo passo é adicionar o seu usuario para o grupo do Virtual Box:

Utilizando os seguintes comandos:

# gpasswd -a usuário vboxusers
# usermod -a -G vboxusers usuário

Com estes passos já concluídos com sucesso, o Virtual Box estará instalado. Podemos utilizar mais um comando para baixar a extensão de suporte USB para o Virtual Box. Basta utilizar o seguinte comando:

# wget http://download.virtualbox.org/virtualbox/4.3.26/Oracle_VM_VirtualBox_Extension_Pack-4.3.26-98988.vbox-extpack

Depois de ter realizado o download com sucesso execute o seguinte comando para instalar a extensão.

# VBoxManage extpack install Oracle_VM_VirtualBox_Extension_Pack-4.3.0-89960.vbox-extpack

Se nenhum erro ocorrer no processo ja estará em seus aplicativos o ícone do Virtual Box. Faça bom proveito 🙂

Removendo Varios Arquivos Linux (ARGUMENT LIST TOO LONG)

Quando se tem varios arquivos indesejáveis ou que so estão tomando espaço em alguma pasta do seu Linux e se decide apaga-los não adianta usar o comando rm ja conhecido, pois ele apresentara um erro mais ou menos mostrando isso: ARGUMENT LIST TOO LONG.

Como remover então estes arquivos? eis o X da questão. Precisamos utilizar alternativas para este comando. No caso aqui utilizaremos o comando for, um comando de repetição. Sua clausula consiste em:

for "iteração" in "lista"; do 
  bloco de código/ comando...
done

Vamos utilizar uma forma mais enxuta junto com o nosso comando rm. Ficando desta maneira:

$ for g in *.log; do rm $g; done

No caso deste código acima excluímos todos arquivos que termina com a extensão  .log. Lembre de ter permissão para excluir estes arquivos.

No código acima ele vai te perguntar se deseja excluir de arquivo em arquivo, mais podemos adicionar uma opção interessante neste comando, o -f.

$ for g in *.log; do rm  -f $g; done

Neste caso ele apaga sem pedir confirmação.

SSH Server Linux

Para se conseguir acessar via terminal um computador ou servidor em LINUX, devemos primeiro instalar o SSH na maquina que queremos acessar.

Primeiramente devemos utilizar o comando apt-get update:

# apt-get update

ou

# yum update

Depois de terminado este processo utilizaremos o seguinte comando para instalar o SSH:

# apt-get install openssh-server

ou

# yum install openssh-server

Depois de instalado devemos iniciar o serviço, com o seguinte comando:

# /etc/init.d/ssh start

ou

# service sshd start

Caso esteja instalando o SSH no centOS deveremos utilizar este outro comando também, para que o serviço possa iniciar junto ao sistema:

# chkconfig sshd on

Reprodutor de Áudio no Linux – Clementine

Clementine-Logo

Um reprodutor de áudio interessante pra quem usa Linux é o Clementine, com visual enxuto, fácil manuseio e leve.

Para instalarmos esse programa basta utilizarmos estes comandos no seu terminal:

# sudo add-apt-repository ppa:me-davidsansome/clementine
# sudo apt-get update
# sudo apt-get install clementine

Caso o comando add-apt-repository de um erro, ou seja inválido não fique triste,rs basta utilizar este comando:

# apt-get install software-properties-common python-software-properties

Instalando Node.js no Debian Linux

Com um projeto em andamento que utiliza como base o principio do conceito sobre Internet das Coisas (Internet of Things), observei que uma integração do Arduino com Node.js se torna muita mais viável e mais ágil  para o desenvolvimento do projeto.

Decidi aqui mostrar como instalar o Node.js no Linux em especial no Debian. Futuramente continuarei a mostrar o progresso do meu projeto.

Primeiro vamos baixar alguns pacotes importantes para o funcionamento do Node.js. Com estes comandos:

sudo apt-get install g++ curl libssl-dev apache2-utils

Depois vamos baixar o Node.js no site do projeto:

http://www.nodejs.org/

Vamos extrair o conteúdo do arquivo com o seguinte comando:

tar -xf node-v0.10.33.tar.gz
Vamos compilar e instalar:
./configure
make
sudo make install

Depois de terminado todo o processo se tudo estiver dado certo, pronto o NodeJS está funcionando.

Vamos fazer um teste pra ver se vai funcionar como esperado. Crie um arquivo chamado ola.js com o seguinte código:

console.log("Ola NodeJS!");
Execute no terminal:
node ola.js
Mostrara no terminal: Ola NodeJS

Reiniciar placa de rede no Linux Debian

Um comando muito útil quando se trata de rede é o de reiniciar suas placas de rede. Muitas vezes você conecta e desconecta de varias redes e por algum motivo sua placa endoida e começa a te enganar, conectando mais não pingando. Este comando acaba com esse problemas e de vários outros rsrs.

1
# sudo /etc/init.d/networking restart

depois deste comando utilize o seguinte comando para verificar se esta tudo certo nas suas placas.

1
# ifconfig