Removendo Varios Arquivos Linux (ARGUMENT LIST TOO LONG)

Quando se tem varios arquivos indesejáveis ou que so estão tomando espaço em alguma pasta do seu Linux e se decide apaga-los não adianta usar o comando rm ja conhecido, pois ele apresentara um erro mais ou menos mostrando isso: ARGUMENT LIST TOO LONG.

Como remover então estes arquivos? eis o X da questão. Precisamos utilizar alternativas para este comando. No caso aqui utilizaremos o comando for, um comando de repetição. Sua clausula consiste em:

for "iteração" in "lista"; do 
  bloco de código/ comando...
done

Vamos utilizar uma forma mais enxuta junto com o nosso comando rm. Ficando desta maneira:

$ for g in *.log; do rm $g; done

No caso deste código acima excluímos todos arquivos que termina com a extensão  .log. Lembre de ter permissão para excluir estes arquivos.

No código acima ele vai te perguntar se deseja excluir de arquivo em arquivo, mais podemos adicionar uma opção interessante neste comando, o -f.

$ for g in *.log; do rm  -f $g; done

Neste caso ele apaga sem pedir confirmação.

SSH Server Linux

Para se conseguir acessar via terminal um computador ou servidor em LINUX, devemos primeiro instalar o SSH na maquina que queremos acessar.

Primeiramente devemos utilizar o comando apt-get update:

# apt-get update

ou

# yum update

Depois de terminado este processo utilizaremos o seguinte comando para instalar o SSH:

# apt-get install openssh-server

ou

# yum install openssh-server

Depois de instalado devemos iniciar o serviço, com o seguinte comando:

# /etc/init.d/ssh start

ou

# service sshd start

Caso esteja instalando o SSH no centOS deveremos utilizar este outro comando também, para que o serviço possa iniciar junto ao sistema:

# chkconfig sshd on

Comandos do Vagrant

O Vagrant é uma ferramenta que gerencia a criação de máquinas virtuais para ambientes de desenvolvimento. Da uma olhadinha aqui no site https://www.vagrantup.com

Vou apresentar alguns comandos básicos e interessantes no vagrant:

vagrant ssh  – faz login na máquina virtual;

vagrant init  – inicia o vagrant no seu projeto;

vagrant up  – faz o boot na máquina virtual e executa os provisioners definidos;

vagrant reload  – reinicia a máquina virtual;

vagrant provision  – roda apenas os provisioners, sem reiniciar a máquina;

vagrant halt – desliga a maquina;

vagrant destroy  – destrói a máquina virtual;

vagrant suspend  – suspende a execução da máquina virtual salvando seu estado;

vagrant resume  – retoma uma máquina virtual previamente suspensa;

 

 

Comando RM do UNIX/LINUX

Linux_Logo

O comando rm é utilizado para apagar arquivos ou diretórios. Este comando contem algumas opções para complementar seu uso, os mais importantes são:

 

 

  • -f : apaga sem pedir confirmação.
  • -i : apaga após pedir confirmação.
  • -r : apaga arquivos e subdiretórios.
  • -v : lista arquivos deletados.

Alguns exemplos de uso são apresentados logo abaixo:

Apagar  diretório vendor/ e todo seu conteúdo  :

rm  -rf vendor

autoload.php :

rm autoload.php

Pode se usar alguns curingas para realizar a operação, como o: ?, * e [ ] , alguns exemplos logo abaixo:

rm class.*.php
 
rm class*
 
rm class?.php
 
rm Financeiro.[1-2].php

Verifica se Arquivo permite leitura, escrita e existe com PHP

Algumas vezes precisamos verificar se um arquivo permite somente leitura, ou somente escrita, ou simplesmente se ele existe. Para isto usamos algumas funções no PHP, que são elas a: is_readable, is_writable e file_exists. Veja os exemplos abaixo:

// Verifica se o arquivo permite leitura.
$file = "arquivo.php";
if (is_readable($file)) {
  echo "Arquivo permite leitura";
}
else {
  echo "Arquivo não permite leitura";
}
 
// Verifica se arquivo permite escrita.
$file = "arquivo.php";
if (is_writable($file)) {
  echo "O arquivo permite escrita";
}
else {
  echo "O arquivo não permite escrita";
}
 
 
// Verifica se Arquivo existe.
$file = "arquivo.php";
if (file_exists($file)) {
  echo "O arquivo existe";
}
else {
  echo "o arquivo não existe";
}

Reiniciar placa de rede no Linux Debian

Um comando muito útil quando se trata de rede é o de reiniciar suas placas de rede. Muitas vezes você conecta e desconecta de varias redes e por algum motivo sua placa endoida e começa a te enganar, conectando mais não pingando. Este comando acaba com esse problemas e de vários outros rsrs.

1
# sudo /etc/init.d/networking restart

depois deste comando utilize o seguinte comando para verificar se esta tudo certo nas suas placas.

1
# ifconfig

Comandos Básicos do LINUX

Linux_Logo

Alguns comandos básicos que sempre quebram alguns galhos:

ls: Lista todos os arquivos do diretório;

cd: Acessa determinado diretório (pasta);

mkdir: Cria um diretório;

cat: Abre um arquivo;

rm: remove um diretório/arquivo;

rmdir: Apaga diretório;

cp: copia arquivos;

mv: Move ou renomeia  arquivos ou diretórios;

stat: Mostra o estado de um arquivo;

pwd: Mostra o caminho inteiro do diretório, o pathname;

 

Tem um guia muito legal na internet, acesse ele aqui.

 

Criando Virtual Host no MAMP MAC

Para utilizar o Virtual Host no MAMP, e necessário realizar alguns procedimentos simples. Primeiramente  temos que acessar o arquivo hosts, com os seguintes comandos:

1
2
MacBook-Pro-de-bytes:~ byteslivres$   cd /etc
MacBook-Pro-de-bytes:etc byteslivres$ sudo nano hosts

Acrescente  a linha:

1
127.0.0.1 projeto1.local

Salve o arquivo clicando control + x e depois  aperte return, para sair do arquivo basta clicar control + x

Depois de feito isso, acesse o arquivo /Applications/MAMP/conf/apache/httpd.conf
e encontre a linha:

1
2
# Virtual Hosts 
# Include /Applications/MAMP/conf/apache/extra/httpd-vhosts.conf

remova o “jogo da velha”, para que fique dessa maneira:

1
2
# Virtual Hosts
  Include /Applications/MAMP/conf/apache/extra/httpd-vhosts.conf

Salve o arquivo.  Depois de feito isso acesse o arquivo: /Applications/MAMP/conf/apache/extra/httpd-vhosts.conf, neste arquivo tera algo parecido com isso:

1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
 
   <VirtualHost *:80>
    ServerAdmin webmaster@dummy-host.example.com
    DocumentRoot "/Applications/MAMP/Library/docs/dummy-host.example.com"
    ServerName dummy-host.example.com
    ServerAlias www.dummy-host.example.com
    ErrorLog "logs/dummy-host.example.com-error_log"
    CustomLog "logs/dummy-host.example.com-access_log" common
    </VirtualHost>
 
    <VirtualHost *:80>
    ServerAdmin webmaster@dummy-host2.example.com
    DocumentRoot "/Applications/MAMP/Library/docs/dummy-host2.example.com"
    ServerName dummy-host2.example.com
    ErrorLog "logs/dummy-host2.example.com-error_log"
    CustomLog "logs/dummy-host2.example.com-access_log" common
    </VirtualHost>

substitua estas linhas por estas:

1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
 
<VirtualHost *:80>
    DocumentRoot /Applications/MAMP/htdocs
    ServerName localhost
</VirtualHost>
 
<VirtualHost *:80>
    DocumentRoot /Users/username/Sites/projeto
    ServerName projeto1.local
</VirtualHost>

depois de alterado salve o arquivo e de um Stop e Start no MAMP. Pronto agora basta você acessar
pelo seu navegador com o seguinte link: http://projeto1.local